Mike Portnoy fala sobre seu tempo com o Avenged Sevenfold, "Foi uma grande experiência."

Mike Portnoy falou recentemente com Noisecreep sobre o Flying Colors, Adrenaline Mob e  refletiu sobre o seu tempo com o Avenged Sevenfold.

Agora que você não está mais como baterista do A7X, como você olha para trás e vê o que passou?

Foi uma grande experiência. Os acontecimentos com o Dream Theater se tornaram o centro das atenções, e essa nunca foi a intenção. A intenção o tempo todo era estar ali para servi-los e à memoria do Jimmy [Sullivan] [baterista falecido]. E isso ficou ofuscado no fim, o que nunca foi minha intenção. Então eu compreendo totalmente a necessidade deles de terem um baterista mais jovem. Eu venho com história e uma bagagem. Tanto quanto eu amo muito esses caras, eu gosto de ficar em contato com meus fãs no Facebook, no Twitter, enquanto eles são mais privados. Faz total sentido, eles seguirem com alguém novo e mais jovem.

DEIXE UMA RESPOSTA