Arquivo A7x – My Year: M. Shadows

Iniciam-se hoje nossas séries de matérias especiais intitulada de Arquivo A7x. A partir de hoje, todas as sextas vocês poderão ler matérias publicadas anos atrás nas revistas mais famosas.

Matéria publicada na Kerrang, dezembro de 2007. (My Year: M. Shadows/ Meu ano: M. Shadows)
Por Dan Slessor.

Numa escala de 1 a 10, como foi 2007 para você?
“Este ano foi um 10. Nós terminamos nosso álbum e lá está todo o nosso trabalho, sangue e suor, e por isso ter dado tão certo é incrível para nós. Estamos tendo uma explosão na estrada, então não tenho reclamações para este ano.”

Quem foi o seu herói deste ano?

“É sempre o meu pai, ele sempre é meu herói. Ele é simplesmente um bad ass e ele sempre está aí por nós independente de qualquer coisa. Meus pais sempre deram muito apoio a mim e a minha irmã, eles são incríveis.”

Quem foi o maior mala que você conheceu?
“Eu fui para cima de um cara em uma casa (de show) na Pennsylvania e ele tentou entrar em uma briga comigo porque eu estava aquecendo meus vocais no banheiro e ele queria entrar – e aquele era o nosso banheiro! Merdas como essa acontecem sempre comigo! Eu e o meu assistente quase brigamos com ele, mas eu sei que tenho muito a perder então não faz sentido. É melhor se afastar e rir disso.”

Qual foi a coisa mais engraçada que você viu esse ano?
“No aniversário do Johnny Christ, nós o fizemos sentar em uma cadeira no meio do palco de frente para 3 mil pessoas antes de tocarmos a última música, e nós estávamos como “Hey Johnny, nós vamos te dar um monte de strippers”, as garotas vieram mas na verdade nós levamos um stripper homem para dançar para o Johnny, então as garotas dançavam para a gente enquanto o homem dançava para o Johnny. O cara estava jogando cerveja nele mesmo e estava com shorts bem curtos. Foi muito vergonhoso para o Johnny mas todos nós rimos muito e tivemos um ótimo momento.”

Você teve algum encontro estranho com algum fã?
“Sim, nós tivemos algumas coisas loucas. Teve uma garota que voou 14 mil milhas de Singapura até a Carolina do Sul para nos ver tocar, mas nós também tivemos alguns stalkers e eu tive que mudar meu número.”

Então tiveram pessoas te ligando só para dizer oi?
“Sim, pessoas loucas que continuavam ligando. Eles acham que conhecem você e que você quer passar um tempo com eles… Se tornar uma banda maior provavelmente aumenta as chances de dar de cara com pessoas estranhas, mas 99 por cento das “crianças” (Matt chama os fãs de kids o tempo inteiro) que nós vemos são ótimas.”

Qual foi seu melhor ganho de 2007?
“Nike fez nossos próprios tênis. Nós tivemos que criar nosso próprio design e tem nossos nomes lá, então eu tenho esse tênis dourado escrito Shadows nele.”

Tem algum plano para a temporada festiva?

“Nós vamos voltar da turnê dias antes do natal então eu planejei passar um tempo com a minha família e minha noiva desde que eu não tenho tempo para fazer mais nada com eles. Nós não temos neve no sul da Califórnia, geralmente faz uns 80 °F e está um belo dia. Este é o único tipo de natal que eu conheço. Nós geralmente sempre tocamos na virada do ano e eu sempre gosto de estar tocando porque é bom estar entretendo um monte de pessoas quando eles estão tendo um bom momento!”

3 COMENTÁRIOS

  1. Ah,adorei a entrevista! Conheci o A7X esse ano,não me declaro super fã ainda,mas eu adoro suas músicas,os caras(inclusive o Jimmy)… Eles realmente são muito bons! E parabéns ao site,peo conteúdo e por disponibilizar uma versão pra celular 😀

DEIXE UMA RESPOSTA