M. Shadows revela seus sete mandamentos

No início de junho o Avenged Sevenfold subiu ao palco do Pink Pop – festival que acontece na Holanda – e a 3voor12 (plataforma de música online do país) conseguiu uma entrevista com M. Shadows. Quer saber o assunto?

 

Print de autógrafo de M. Shadows
Imagem autografada da sessão Hail to the King

 

Quais são os sete mandamentos que tornaram sua vida melhor?

1. A amizade sempre vem antes dos negócios.
” Nós crescemos juntos. Temos crescido com o outro. A maioria de nós se tornou amigo antes de começarmos com o Avenged Sevenfold. E isso é importante de lembrar. Nunca seremos primeiro uma banda de negócios. Nós nos vemos além disso. Ontem tivemos um churrasco e todo mundo estava lá. ”

 

2. Nunca esquecer que a base é: hard rock e heavy metal.
“Nós crescemos com hard rock, rock clássico e metal e nós mantemos fiéis a isso. Honestamente, são os únicos gêneros (de música) que gostamos de tocar e isso é uma coisa boa. Todos os nossos álbuns são diferentes, mas a base é a mesma. Nós nunca iremos experimentar algo com batidas eletrônicas ou dance só por que isso é popular” .

 

3. Honre sua família.

“O guitarrista Synyster Gates e eu nos casamos com gêmeas as quais já conheciamos desde o colegial (ensino médio). Ela é minha esposa há 16 anos, desde sempre. Nós também sempre fomos melhores amigos juntos ao The Rev. Nós nos conhecemos há anos, mas agora ambos de nós somos casados e parte de uma mesma família. Synyster Gates é tio do meu filho e isso é realmente insano”.

 

M. Shadows jogando golfe (2012)
M. Shadows, em um dia de folga, jogando golfe (Fonte: Avenged Sevenfold News)

 

4. Jogar golfe, sempre que possível.
“Quando eu estou em turnê, existe somente uma coisa que eu gosto de fazer em um dia de folga: golfe. Certamente se a minha família não está lá. Existem poucas outras coisas que eu posso fazer e que esvaziem minha cabeça e  me recarreguem mentalmente para o próximo show. Eu sou realmente obcecado com essa combinação de relaxamento e competição”.

 

5. Invista em um bom show ao vivo.
“Nós achamos que é importante ter uma produção forte. Grande parte do dinheiro que ganhamos, colocamos diretamente de volta nos shows ao vivo. As pessoas pagam muito pelos ingressos e nós pensamos que eles devem ter seu investimento valorizado. Muitas bandas esquecem disso, mas nós sempre pensamos nos antigos espetáculos do Iron Maiden, Kiss e Mötley Crüe. Claro que se trata de música, mas também de entretenimento”.

 

6. Composições são mais importantes que técnica.
“Certamente, no metal, as bandas acabam esquecendo o quão importantes são as composições. Todo mundo quer algo mais difícil e rápido, as melhores técnicas também. Mas muitas vezes isso está associado a canções não tão boas. Nos anos 80, bandas de hard rock como Judas Priest e Aerosmith se tornaram as melhores compositoras do planeta. Enquanto tudo parecia estar focado nas melodias. Olhe para músicos como Lars Ulrich do Metallica ou Slash do Guns’n’Roses. As pessoas se queixam que o Lars não é “o melhor baterista”, mas ele escreve grandes peças para bateria, o que se encaixa exatamente no que o Metallica faz. E se o Slash pega a sua guitarra, ele sempre surge com um riff cativante”.

 

7. Nunca corte seu cabelo só porque as pessoas dizem que cabeludos não são mais legais.
“Sempre mantenha a postura ereta, não se deixe influenciar pelo o que os outros dizem. Estamos convencidos, especialmente nos dias atuais, que somos bastante competitivos. […] As gravadoras querem, por exemplo, uma mão na direção de um novo som ou de um novo visual, mas você nunca deve permitir isso. Nunca corte seu cabelo por que as pessoas dizem que cabeludos não são mais legais”.

 

Fonte/Tradução: DeathbatNews/DeathbatBrasil (Paula Biazús)

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA