Cobertura do show em São Paulo (03/04)

As 09:00 AM do dia 03/04/2011 piso na calçada do Credicard Hall, avistando uma fila ainda não tão grande e na super ansiedade para que as horas se passassem para o grande show. Olhando para os lados, avistava uma enorme quantidade de fãs com camisetas, bandeiras, faixas e muitas outras coisas relacionadas ao nosso querido Avenged Sevenfold. Pouquíssimos (como eu, por exemplo) estavam vestidos com camisetas não relacionadas a banda. Uma coisa fácil de encontrar lá eram vários fãs sentados com seu celular/mp3 entre outros, rolando o som da banda.. A ansiedade era tanta que me juntei a eles e comecei a ouvir também.

(Na foto: Fila)

Todos contando as horas restantes para a abertura dos portões e o início do show. O tempo não colaborou e tivemos que enfrentar chuva e vento frio na fila. Olhando para os lados, percebia muita gente cabisbaixa e demonstrando desmotivação, resolvi animar aquela fila que já havia dobrado de tamanho e começamos a tirar fotos em grandes grupos e cantar músicas de tudo quanto era coisa. Cantamos de introduções de desenhos animados até de novelas!

Havia hora que cansava de ouvir algumas pessoas reclamando que não aguentavam mais esperar e etc… As horas foram se passando e o coração acelerava cada vez mais. Exatamente as 19:15 o Avenged Sevenfold chega no Credicard Hall fazendo muitas pessoas sairem da fila e correr até o estacionamento para tentar vê-los, tirar fotos e pegar autógrafos, mas ninguém conseguiu chegar perto. Então o Avenged Sevenfold rapidamente entrou na casa para fazer a checagem e o aquecimento.

Com o passar do tempo, finalmente as portas da casa foram abertas… Muita gente empurrando uns aos outros para cortar fila, foi um sofrimento. As grades foram sendo derrubadas pelas pessoas que queriam de qualquer jeito furar fila, nisso o pessoal foi entrando e procurando o melhor lugar para assistir o show.

(Na foto: Eu e a galera na fila)

Quando a casa ja estava lotada e cada um em “seu” respectivo lugar todos os fãs super ansiosos começaram a fazer contagem regressiva para as 20:00 (Horário programado para o início do espetáculo), nisso deu 20:00 e nada do Avenged Sevenfold subir aos palcos. Trinta minutos depois as luzes se apagaram, a introdução de Nightmare começou a tocar e as cortinas foram subindo lentamente… Obviamente começou aquela gritaria, os flashs disparando e um coro enorme gritando “Sevenfold, Sevenfold”.

A banda manteve o mesmo repertório do show no México e Rio de Janeiro, mas sem problemas pois foi um show muito especial e absurdamente emocionante! Ao tocar as músicas e tal, rodas de mosh, bate-cabeça e coisas assim foram se formando e crescendo cada vez mais, até que chegou a hora de uma música especial: So Far Away.

Sem sombra de dúvidas essa foi a hora mais emocionante da noite. Durante a música So Far Away o que mais dava pra ver era gente chorando emocionada (eu mesmo fui um dos que se derramaram em lágrimas). Uma das coisas que foi bem legal e muito gratificante ouvir, foi o M.Shadows dizer que “São Paulo é o segundo lar deles” e que voltarão sempre que pedirmos! (Vamos pedir pra voltarem mês que vem, rs). Logo após, tocaram Unholy Confessions fazendo as rodas de mosh e bate-cabeça aumentarem mais ainda. No final dela, tocaram um pedaço de Crossroads para “dar um gás” na roda.

(Na foto: M.Shadows com a bandeira brasileira autografada por inumeros fãs)

Logo após iniciou um coro batendo os pés no chão (mais parecendo um protesto rs) pedindo A Little Piece Of Heaven, o coro gritava “Little Piece, Little Piece!” mas infelizmente eles não atenderam a esse pedido… Chegando quase ao final do show, outra música que emocionou bastante também aos fãs foi Fiction escrita pelo nosso eterno Jimmy. Para a apresentação dessa canção, foi necessário uma pausa de uns 3 minutos para colocarem um piano no palco e mudarem a cor das chamas que saem ao lado da bateria sempre que chega na parte do “Let it Burn” para verde. No final de Fiction, todos começaram a bater palmas descontroladamente e gritar “Jimmy, Jimmy” aquilo foi lindo!

E por último mas não menos importante… Fechando com chave de ouro, Save Me! Uma música longa e hiper bem escrita, pra encerrar um mega show… No fim, como sempre… Synyster Gates, Zacky Vengeance e Johnny Christ jogam suas palhetas para o público, Arin Ilejay suas baquetas e M.Shadows garráfas de água, após os 5 integrantes se abraçam e se retiram do palco.

Foi um show um tanto quanto épico! Foram tantas emoções misturadas que na verdade foi difícil escrever isso aqui. Quem não pode ir em nenhum dos 4 shows dessa turnê não se preocupe que no show do Rio de Janeiro eles disseram que voltam, e nesse de São Paulo que virão sempre que nós pedirmos…

(Na foto: Andrea, Marcos, Eu, Renato e uma garota que ficou conosco)

A, galera.. Pense na empolgação! Agora o pior ta sendo ter que viver pós-A7X. Eu quero mais umas boas doses de show de Avenged… E pra já!

É isso!

  • karinha sou seu fã !! (SHADOWS!) Adoro seus tweets.. não tenho muito o q falar, não fui ao show.. mais vc parece transmitira emoção do show.. eh como eu estivesse la 😉

  • Obrigado cara! Estamos juntos.

  • Depressão pós show sucks. Não aguento mais sentir isso. Just saying.

  • Curtir, só não gostei por tiver que formar esse texto ¬¬ Mas o resto está FODA =D Parabéns Hiago …

  • Aeee Hiagãoo foi foda !! Pena que você não pois a foto que eu aparecia, naquela da fila alguem entrou na minha frente kkk ! MAis foi foda zoamos demais !!

  • Kyan

    Senti essa depressão pós-show durante uns 4 dias…Sou de sampa, mas fui até o rio pra vê-los. O show foi épico. O melhor das 3 passagens no Brasil, sem dúvida. A única emoção foi ter conseguido trocar uma idéia com os caras no aeroporto.

  • parece que foi um parente meu que morreu, mais quando ouço SO FAR AWAY, olho pro céu como se o Jimmy estivesse me olhando e canto bem forte pra ele entender que ainda está aki… BAD

  • Tip top stuff. I’ll expcet more now.

  • zlfhuE yldxvpaemsnu