Análise do videoclipe de “This Means War”

Dia da Independência Americana (4 de julho) e o videoclipe da música “This Means War”, terceiro vídeo do CD  “Hail to the King”, foi finalmente lançado. E aí está mais um vídeo que nos faz pensar sobre o álbum que tem dado o que falar: estaria o Avenged Sevenfold passando por uma mudança conceitual?

Depois de muitos meses de aguardo, scripts sendo lançados, curiosidade sendo aguçada, o clipe oficial “tá aí”. Gravado durante a turnê latino americana da banda, as imagens captadas por Rafa Alcantara parecem dar a tônica do que vem por aí na carreira do grupo californiano. GRANDIOSIDADE!

M. Shadows comandando o público em Porto Alegre (Foto: Matheus Amaral/DBB)
M. Shadows comandando o público em Porto Alegre (Foto: Matheus Amaral/Deathbat Brasil)

Até o fechamento dessa matéria,  18.446 pessoas curtiram o vídeo no Youtube, enquanto 141  não gostaram da produção. Em nossa fanpage, também encontramos essa divisão, visto que comentários do tipo “esperava mais”, “faltou alguma coisa surpreendente”, se mesclaram à declarações de apoio ao grupo, o que demonstra certa consternação e um pouco de desapontamento com a mudança do planejamento.  Para quem acompanha as notícias da banda lembra que o roteiro original direcionava a uma história sobre guerra, o que compunham expectativas em torno de um vídeo-conceito. Sobre isso, declarações de M. Shadows em um fórum do Hail to the King: Deathbat já revelavam que o que seria lançado não combinava com o primeiro projeto. Confira abaixo a declaração do vocalista, citada no site A7X:BR, no fim de junho:

“Nós desfizemos a primeira ideia, e gravamos uma nova versão. Não tenho certeza de quando será lançado, mas eu espero que logo. Honestamente quando estávamos filmando o clipe estávamos muito animados com isso, mas quando tentamos editá-lo, ele simplesmente parecia ruim, arrastado e sem conteúdo. Especialmente porque a maioria das pessoas não teve a visão de que estávamos vindo do vídeo de Shepherd of Fire, e não queríamos vir com um vídeo de 6 minutos chato num motim de gente. Acho que todo mundo vai ficar feliz com o novo vídeo, especialmente nossos fãs da América do Sul e México. Argentina, Brasil, Cidade do México e Chile estão todos no vídeo” 

As mudanças, além do conceito do clipe, também giram em torno da participação do público na obra da banda: This Means War é o primeiro vídeo oficial que tem a presença massiva e quase exclusiva dos fãs desde Unholy Confessions do álbum Waking the Fallen, o qual está prestes a ser relançado (saiba mais aqui). Fato também é que o grupo sempre está buscando um aprimoramento a cada álbum e Hail to the King tem sido bastante elogiado por se aproximar de grandes obras de bandas de metal mais antigas e igualmente bem conceituadas, tais como o Metallica.

Em seu perfil pessoal, o diretor da produção, Rafa Alcantara comentou que “Os fãs do A7X dessas partes do mundo são muito loucos, o que ajudou a fazer um vídeo muito especial!”. Em minha humilde opinião avengeriana, resta-me elogiar a qualidade e acabamento dado, pois acredito que não há melhor tributo a se fazer ao público do que inseri-los na história da banda e o clipe se presta muito a isto. Respondendo à pergunta lançada lá no início, o A7X parece estar buscando uma revalorização do passado e um salto nas contribuições que podem prestar ao cenário musical no futuro.

Reiterando, é de grandiosidade que falamos quando vemos algo surgindo da banda, por mais que a exibição de imagens de shows já não sejam novidade, valorizar a história do Avenged Sevenfold e de “sua família” são pontos-chave a serem exaltados pelo grupo.

Confira mais uma vez o vídeo e nos diga se você apareceu.

  • Gabriel Sakuma

    ta é…Dear God tbm tem os fãns 0_0

  • Patrick

    o clip fico uma bosta cade a guerra caralho não adiantou nada aquelas imagens
    tantos meses de espera pra sai A7x ao vivo aaaaaaaaaaa não isso pra min não é um clip é this means war live

  • Eduarda H

    Apareci hahahahah <3